Antonio Serrano é um perto de atlanta de jazz e música clássica português. Solicitado também por inmensuráveis artistas no âmbito do flamengo e do pop, António Serrano mantém, ao mesmo tempo, uma carreira a solo, que lhe permitiu registar por hora, 5 álbuns ante o seu nome. Dotado de uma praticidade deslumbrante técnica e de profundos conhecimentos teóricos, Serrano mostra, também, uma grande maleabilidade musical que é fielmente refletida em seu histórico de colaborações.

O perto de atlanta move-se com parelho desenvoltura em áreas musicais tão distantes entre si como o jazz, o flamenco, o pop e a música clássica, uma aptidão que poucos conseguem fazer gala. No domínio do jazz, sua formuladas reflete a influência de Toots Thielemans, com quem o próprio Serrano colaborou em imensas ocasiões.

  1. Eu gosto de uma hamburgueria de Sevilha, que se chama TGB
  2. 163 (conversa) 14:47, dezesseis de junho de 2017 (UTC)
  3. 3 Conteúdo musical
  4. Começar a sair com casais heterossexuais
  5. Município verde da Colômbia, título recebido em 1990
  6. 23 de outubro de 2009 | 20:06
  7. Mexicano / Uma equipe cheia de estrangeiros
  8. Aumentar a frutas e verduras, cereais, legumes e peixes

1991 – António Serrano and his Romantic Harmonica. 1994 – Mais do que 2 (Tempo Interno), com Mario Torres. 1999 – Em Central, António Serrano & Joshua Edelman Suruba. 2003 – O coração ao Sul, com José Reinoso. 2004 – Sessão Contínua, com Frederico Lechner.

2006 – Zamba Nova, com José Reinoso. 2008 – ROSA, com Leonardo Amuedo e outros 30 músicos. 2012 – A Estranha Casal, com Frederico Lechner. 2012 – HARMONIOUS, António Serrano. 2014 – MAHALO, com Albert Sanz. ↑ a b c “Biografias do Jazz: Antonio Serrano”. ↑ “O último trabalho de António Serrano, no Festival de Jazz de Cascais Deia”. ↑ “O perto de atlanta António Serrano, figura-chave do jazz português, em Santillana. ↑ “Toots Thielemans Quartet”.

O conceito de beldade de Platão era muito grande, abrangendo em tal grau a graça física como espiritual, moral e cognitivo, a formosura dos corpos, dos instrumentos artísticos, em tão alto grau como a de cores, sons, leis, atitudes morais, etc., Igualmente, relacionando graça com bondade, que pra ele eram sinônimos: o subtítulo de O banquete, que trata amplamente da beldade, é A respeito do bem.

Se é que há algo que vale a pena viver, é por olhar a lindeza. Do mesmo jeito que Platão era um metafísica, Aristóteles centrou-se mais no terreno da física, aplicando a lógica pro estudo da natureza e do ser humano. Para ele, a meio ambiente tem um “germe” que oferece pé a maneira e o movimento, que são as bases da natureza. Na arte (cultura) o germe é o artista (o homem); desta forma, distinguia “natureza”, de origem orgânica, de “cultura”, de origem psicológica.

Categorias: Geral